Videos

Loading...

Jiu Jitsu Ac. Cripaul (Equipe Tubarão - GFTeam) Instrutor Rafael Lanzillotti

O jiu-jitsu é a arte marcial mais antiga, perfeita, completa e eficiente de Defesa Pessoal. Sua origem apesar de contraditória é atribuída a China depois Índia, Japão e Brasil, onde se desenvolveu, aprimorou e tornou-se o centro mundial desta preciosa arte.

origem CBJJ

Total de visualizações de página

09 fevereiro 2013

Alimentação


A ALIMENTAÇÃO


Desde sempre a dieta apareceu ligada ao exercício físico.Já na Antiguidade, os Gregos consideravam a dieta (entendida como regime alimentar) não unicamente como a indicação dos alimentos, mas também uma forma de vida.
No corpo humano, que funcionalmente podemos considerar como uma máquina, o músculo aparece-nos como o verdadeiro mecanismo que produz trabalho mecânico, conseguindo-o a partir da transformação da energia química armazenada que resulta da alimentação.
A alimentação deve merecer particular interesse, quer por nos acompanhar durante toda a vida quer mesmo por ser responsável, em grande parte, pela nossa saúde.
Nos nutrientes, podemos considerar os hidratos de carbono (açúcares), as gorduras, as proteínas e também as vitaminas e os sais minerais; os hidratos de carbono são a principal fonte energética do homem. Os açúcares estão armazenados, no organismo, sob várias formas: como glicose sanguínea, como glicogênio no fígado e, ainda, como glicogênio no músculo
Os seres humanos têm necessidades alimentares específicas, que variam em função da idade, do peso, da altura, do sexo, das atividades que exercem, etc. Porém, há leis que devem ser comuns a todos:
Lei da Quantidade
comer, de forma equilibrada, o necessário;
Lei da Qualidade
comer os vários alimentos que fornecem ao organismo todas as substâncias indispensáveis ao seu pleno funcionamento;
Lei da Harmonia
comer proporcionalmente os diferentes alimentos, respeitando o equilíbrio necessário;
Lei da Adequação
comer de forma adaptada às condições específicas de cada indivíduo.
Finalmente podemos ainda considerar a Lei das Três Horas - que é o tempo que o desportista deve respeitar entre a última refeição e a prática de uma actividade desportiva, porque durante a digestão a distribuição sanguínea é desigual, passando a haver maior concentração nas vísceras e menor afluxo às massas musculares, pelo que é preciso aguardar o reequilíbrio sanguíneo, para que os músculos possam estar preparados para o esforço físico sem o perigo de graves riscos.
O número ideal de refeições diárias é de cinco, sendo três como principais (manhã, meio-dia e jantar) e duas intermédias (a meio da manhã e a meio da tarde). Há ainda quem considere aconselhável tomar um copo de leite ao deitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário